René Schärer

Berna, Suíça
1941

rene_scharer.jpg

Enquanto isso, em Atlanta (EUA), um alto executivo da Swissair chegava à conclusão de que não deixaria a vida escorregar para uma aposentadoria modorrenta.

René Schärer dava assim início à transformação da vilinha do município de Beberibe em um polo de inovações. O conhecimento de 31 anos de carreira de um diretor de multinacional passou a ser aplicado na construção de novas estratégias de sustentabilidade.

Quando menino, Schärer experimentou a pobreza em Berna, na Suíça, durante a Segunda Guerra. Mudou-se para Zurique em 1961, onde foi contratado pela Swissair e fez carreira em vários países, entre eles o Brasil, de 1981 a 1984, como diretor da empresa. Oito anos mais tarde, resolveu mudar não só a sua vida, mas a de uma vila inteira.

Mudou-se para a Prainha do Canto Verde, em 1992. Criou o Instituto Terramar, uma organização não governamental, e pediu ajuda de amigos do mundo todo, reunidos em uma sociedade filantrópica baseada na Suíça.

Junho de 2009 trouxe para Schärer uma conquista memorável. No Dia do Meio Ambiente, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou o decreto da criação de uma reserva extrativista na Prainha do Canto Verde, um ponto final na luta da comunidade contra os especuladores de terras.

Sua “segunda vida”, como ele chama a experiência como empreendedor social, vai bem. É longa e próspera.

 Crianças do Coral Canto verde, formado na escola da Prainha do Canto verde, litoral do Ceará / Imagem por Mila Pretrillo Acervo René Schärer

Crianças do Coral Canto verde, formado na escola da Prainha do Canto verde, litoral do Ceará / Imagem por Mila Pretrillo
Acervo René Schärer